NUTRIÇÃO FUNCIONAL: PREVENÇÃO / TRATAMENTO DO CÂNCER DE MAMA.

Compartilhe

No Brasil, o câncer de mama figura como o mais frequente tipo de neoplasia em incidência e mortalidade, entre mulheres.

A literatura reconhece que os hábitos alimentares representam cerca de 30% das causas de câncer, sendo somente superado pelo tabaco, como fator de risco prevenível.

As dietas baseadas no consumo de frutas, vegetais, grãos integrais e suplementação de Glutamina atuam na prevenção e controle, minimizando o impacto do acometimento por essa doença, em decorrência de muitos compostos fitoquímicos, nutrientes ou não nutrientes, que são excelentes agentes quimiopreventivos.

Os compostos quimiopreventivos encontrados nos alimentos funcionais podem ser utilizados objetivando um potente efeito preventivo, com múltiplos mecanismos de ação, bloqueando a carcinogênese. Deste modo, os alimentos que contém estas propriedades são denominados alimentos funcionais.

Na abordagem ao câncer de mama merecem destaque os ácidos graxos poliinsaturado ômega 3 (n-3) (salmão) e linoléico conjugado (iogurte sem lactose) , as fibras (frutas, verduras e legumes), as catequinas  (chá verde), os fitoestrógenos/isoflavonas (soja e seus derivados), o licopeno (tomate, goiaba, melancia) e a glutamina (Glutamine Science Recovery 1000 Powder). 

A literatura propõe que a atividade anticarcinogênica dos compostos bioativos supracitados, é evidente nas três fases da carcinogênese - iniciação, promoção e progressão. 

A prevenção/tratamento do câncer de mama, pelos compostos bioativos está associada à diminuição da proliferação celular, aumento da morte celular (apoptose), redução de estrogênios bioativos no sangue, combate aos radicais livres, aumento da imunidade celular - Glutamine Science Recovery 1000 Powder, e inibição da formação de novos vasos sanguíneos utilizados pelo tumor em crescimento para obtenção de nutrientes (angiogênese).

Dito isso, a quimioprevenção através dos alimentos/compostos funcionais emerge como uma importante ferramenta na prevenção, controle e tratamento do câncer de mama. 

 

Por Henrique Teixeira

Nutricionista  - CRN 4 – 17100937

Pós- graduado em Nutrição Humana e Saúde pela Universidade Federal de Lavras 

Pós- graduado em Nutrição Esportiva e Estética pelo ISEEC/RS